O comediante e comentarista político americano Jimmy Dore disse a Joe Rogan no podcast “The Joe Rogan Experience” , que os efeitos colaterais que ele teve após a segunda dose da vacina COVID da Moderna nunca diminuíram.

Dore também disse que foi atacado nas plataformas digitais e chamado de “anti-vacina” quando comentou no Tweeter sobre sua reação adversa à vacina.

Dore disse que recebeu a vacina COVID porque tem um problema de saúde subjacente – uma doença óssea rara chamada osteomalacia hipofosfêmica – por isso o seu médico a recomendou.

Não, eu não confio no governo ou nas Grandes Farmacêuticas, disse Dore, mas confio no meu médico “que me salvou a vida”.

Após a segunda injeção, que recebeu em Abril, Dore disse a Rogan que ele continua a sofrer de febres, dores no corpo, dores nas articulações, exaustão e de pescoço rígido .

Dore disse que ele também foi informado por um médico de que tem inflamação cerebral, provavelmente causada pela proteína spike na vacina da Moderna.

Dore disse que ele menciounou no Tweeter os seus sintomas para ver se outros tinham uma experiência semelhante.

Foi aí que começaram os ataques, disse Dore. “As pessoas começaram a me chamar de ‘anti-vacina'”, disse ele. “Eu, ‘Não, eu recebi a vacina’. Quando as pessoas têm uma reação a uma vacina experimental que não é aprovada pela FDA, é suposto dar-se conhecimento das reações. Você deve perguntar às pessoas quais são as reações para que possamos tornar as vacinas melhores”.

Dore disse que quando contatou o seu médico sobre os efeitos colaterais da injeção, o médico disse-lhe que estava tratando de cinco pessoas como ele, incluindo um neurocirurgião e uma enfermeira.

Disse Dore:

“Eles tinham medo de falar sobre os seus sintomas porque tinham medo de ser ostracizados e estigmatizados. Que situação confusa, quando nesta cultura eles politizam a medicina onde médicos e profissionais médicos têm medo de falar dos seus sintomas”.

Falar sobre os efeitos colaterais das vacinas COVID é uma “questão difícil e que causa divisão”, disse Rogan.

“As pessoas nas plataformas digitais estão tão enraivecidas”, disse Rogan. “Ficam furiosas se alguém falar sobre qualquer efeito colateral negativo, mesmo que seja verdadeiro”.

Rogan disse:

“Também está colocando as pessoas em uma posição onde agora as Grandes Farmacêuticas são as boas da fita , o que nunca aconteceu antes, especialmente as mesmas empresas que as pessoas estavam criticando abertamente no passado por terem sido processadas devido a terem escondido informações sobre resultados e coisas que aconteceram em ensaios clínicos. Essas mesmas pessoas estão agora ignorando quaisquer possíveis efeitos colaterais “.

Rogan acusou a Casa Branca de divulgar informações falsas sobre as vacinas da COVID.

Por exemplo, quando lhe perguntaram a respeito da “desinformação sobre vacinas” sendo divulgada nas mídias sociais, Psaki disse em uma coletiva de imprensa da Casa Branca, em 16 de Julho, que as vacinas COVID de mRNA “são aprovadas e passaram pelo padrão de excelência do processo de aprovação da FDA”.

Rogan disse:

“Quando Jen Psaki está falando sobre desinformação nas plataformas digitais e combate à desinformação, ela própria distribuiu desinformação. Ela disse que é aprovada pela FDA e seu “padrão de excelência”.

“Não se pode dizer isso quando se é a secretária de imprensa da Casa Branca, porque essa não é uma afirmação verdadeira. É aprovada para Autorização de Uso de Emergência porque estamos no meio de uma pandemia”.

Assista ao vídeo: